Pular para o conteúdo

Sistema start-stop: um aliado do meio ambiente e do bolso

Este artigo foi originalmente publicado em 9 de julho de 2015 e revisto, atualizado e republicado em 2 de junho de 2020.

Educação Automotiva

Em tempos de combustível caro, leis ambientais cada vez mais rígidas, buscando redução significativa na emissões de gases poluentes e achatamento da renda do motorista, melhorar a eficiência energética dos motores se mostra imperativo, mas não suficiente. É preciso otimizar o tempo de funcionamento.

No tráfego urbano, cuja velocidade média gira em torno de 20 km/h, os engenheiros de motores sabem que o veículo fica parado pelo menos 20% do tempo, em marcha lenta, queimando combustível enquanto aguarda a abertura do semáforo. Nas grandes metrópoles, famosas pelos congestionamentos intermináveis, o veículo chega a passar menos de 10% do tempo em movimento nas filas mais críticas, cuja média horária é inferior a um pedestre caminhando sem pressa – abaixo de 5 km/h.

Na década de 1980, houve o advento das primeiras leis de controle de gases poluentes, na Califórnia. A partir de então, todos os governos se apressaram em criar suas…

Ver o post original 1.259 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: