Arquivo da categoria: Mecânica sem segredo

motor Honda VTEC 1.6 167 cv

Como a Honda conseguia extrair 160 cv de seu VTEC 1.6 sem turbo?

Quando se fala em preparação de motores, os turbocompressores parecem ser o ponto de partida de qualquer diálogo sobre o assunto. Menos para os fãs de Honda Civic – mais conhecidos como “hondeiros” – os quais seguem fervorosamente a corrente alternativa ao “caracol mágico”.

A mágica da marca japonesa segue um caminho alternativo, com resultados notáveis. Já em 1994, o Honda Civic VTi entregava 160 cv a 7.600 giros, em uma época na qual motores de seis cilindros raramente ultrapassavam esse valor.

Para os “hondeiros”, o indicador de sucesso na preparação de seu VTEC tem nome: potência específica. Para eles, ela nunca deve ser inferior a 100 cavalos por litro.

COMO A HONDA CONSEGUIA O FEITO JÁ NOS ANOS 90?

Continuar lendo

Anúncios

Por que o motor AP aguenta “turbinagem” pesada?

Este slideshow necessita de JavaScript.

O motor Volkswagen EA 827, mais conhecido como AP ou Alta Performance – ou como chamam seus entusiastas, mais conhecidos como “apezeiros”ou “APzeiros”, “Alta Pauleira”- é o conjunto mais procurado para receber preparações pesadas devido às suas características de projeto.

Nas versões, 1.6, 1.8 e 2.0, carburado ou injetado, os entusiastas “carregam três quilos de meio de turbo”, colocam “comandão bravo”, intercooler, diferencial alongado, rodas aro 18″ – ou maiores – retiram todo o peso morto do acabamento e transformam suas caixas e quadrados em carros de competição. A criatividade dos “apezeiros” encontra limites apenas no orçamento.

A pergunta que não quer calar é a seguinte:

O QUE TORNA O MOTOR AP TÃO ESPECIAL?

Continuar lendo

motor 3 cilindros é bom?

Motor de 3 cilindros cumpre o que promete?

 

O vídeo acima mostra o ronco característico dos motores tricilíndricos

Os motores de quatro cilindros se tornaram o padrão da indústria em modelos de entrada, compactos e médios, desde a década de 50. Entretanto, o avanço tecnológico iniciado no final dos anos 80 se consolidou e soluções como cabeçote multiválvulas (os famosos “16 válvulas”), comandos com variador de fase e comandos roletados equipam quase todas as unidades de potência atuais.

Com o desenvolvimento dos motores, uma equipe de engenharia preparou um protótipo com um cilindro a menos, partindo do princípio de que menos partes móveis geram menos atrito, resultando em mais economia com a entrega do mesmo rendimento.

O resultado consiste em um ronco muito peculiar – como mostra o vídeo acima – e a solução tem ganhado adeptos. Os entusiastas chamam o motor tricilíndrico de “V6 cortado na longitudinal” e os detratores de “motor de cortador de grama”. Mas ele entrega mesmo mais potência e economia?

Continuar lendo

Como funciona um motor 4 tempos

motor 4 tempos como funciona

Naturalmente, toda a população mundial sabe que qualquer veículo precisa de combustível para funcionar. Mesmo aqueles sem conhecimento algum de mecânica entendem que sua propulsão depende do motor, o qual funciona através da queima do líquido carburante.

Mas como ocorre o processo de combustão interna dos motores?

A maioria dos veículos equipados com motores a combustão interna utilizam os ciclos Otto e Diesel, cujo funcionamento ocorre em quatro fases. Ou quatro tempos, como se fala usualmente. Eles são:

Continuar lendo

Os carros antigos são mesmo mais seguros que os novos?

Amigos GearHeads

Todo GearHead já entrou em discussões nas quais há comparação entre a segurança veicular entre carros novos e antigos.

Quem nunca discutiu com aquele tio ou amigo fã de antigos que defende fervorosamente a tese de que os modelos de 30 ou 40 anos atrás protegem mais porque “a lataria é mais dura”, “eles amassam menos”, “os carros novos desmancham com qualquer batidinha” ou “carro de plástico não protege os ocupantes”?

Para quem entende o mínimo sobre o assunto, é evidente que os modelos atuais se mostram muito mais seguros e que as zonas de deformação programada, as quais fazem o veículo amassar nos lugares corretos para proteger os ocupantes, se mostram um grande avanço na redução de mortes e lesões dos passageiros.

Mas como uma imagem vale mais que mil palavras, os vídeos abaixo mostram na prática o avanço gigantesco na segurança veicular. O primeiro mostra um teste de impacto…

Ver o post original 53 mais palavras

Colocar aerofólio e saias no carro melhora a aerodinâmica?

body_kit_feio

Muitos apaixonados por carros gostam de melhorar a aparência e performance de seu veículo. Ou pelo menos deixá-lo mais bonito. Principalmente se for um modelo popular, encontrado aos milhares nas ruas. Seu dono deseja ter um exemplar único com pouco investimento. Os proprietários de exemplares mais caros, com orçamentos de cinco dígitos, buscam aprimoramentos mais expressivos de performance e design.

Isso posto, uma das primeiras alterações a ser cogitadas consiste na instalação de body kits completos, com aerofólios, saias dianteiras, traseiras, laterais e outros apêndices aerodinâmicos. O resultado estético varia conforme o gosto do dono, como mostra a foto acima. Mas instalá-los melhora mesmo a aerodinâmica?

Precisamos avaliar caso a caso, conforme as variáveis abaixo:

Continuar lendo

Muito além do turbo: outras modificações para melhorar o desempenho do motor do seu carro

preparação completa de motor

Este motor recebeu preparação profunda, com troca de muitos componentes mecânicos

No artigo anterior, falou-se sobre o chip de potência. Esta preparação rápida e descomplicada costuma ser feita por motoristas que desejam leves incrementos de performance. Para os que buscam desempenho verdadeiramente esportivo, a troca de partes móveis do motor se mostra mandatória.

Quando se menciona preparações com vista a grandes aumentos de potência do motor, a instalação de um turbocompressor surge como primeira opção na mente da maioria das pessoas. Entretanto, um bom projeto deve ir muito além do simples uso do “caracol mágico”.

Conheça outros componentes fundamentais para um bom projeto de preparação:

Continuar lendo