Pular para o conteúdo
Anúncios
carros que fazem você parecer rico até R$ 50 mil
o fiat marea é mesmo uma bomba ou os donos que não sabem cuidar?

O Fiat Marea é um carrão ou uma bomba?

O Fiat Marea é um carro que desperta paixão e ódio e divide opiniões. Seus defensores dizem que os problemas mecânicos ocorrem porque os donos não sabem cuidar. Os detratores fazem todo tipo de piada, associando o sedã médio italiano a "bomba", "Marea Fire", "terrorismo" e todo tipo de brincadeira.

por que o motor AP aguenta turbinagem pesada

Por que o motor AP aguenta “turbinagem” pesada?

O motor Volkswagen EA 827, mais conhecido como AP, é o preferido para preparação pesada, com turbocompressor com alta pressão e substituição de partes móveis, como comando de válvulas "bravo", bielas e pistões de alta resistência e baixa inércia. Isso ocorre porque os componentes são "parrudos", foram projetados para durar, favorecendo as preparações.

carro que dura a vida inteira
land rover evoque 2019 mild hybrid

O que é um carro “mild hybrid”? Por que é inovador?

O boom dos carros híbridos e elétricos trouxe uma nova variação da propulsão híbrida: o mild hybrid, ou híbrido leve. Os primeiros modelos surgiram em 2016 na Europa e EUA e acabam de chegar ao Brasil. Os estreantes são os novos Land Rover Evoque e Mercedes C200 eQ Boost. Descubra o que eles têm de diferente em relação aos híbridos tradicionais.

As 3 seções do VIN Code

O númeroo chassis é dividido em três seções. Confira o que cada uma indica sobre o veículo na figura contida neste artigo.

colocar rodas grandes no carro melhora o desempenho?

Colocar rodas maiores no carro melhora o desempenho?

O senso comum afirma que quanto maiores as rodas, melhor o desempenho do veículo. Na prática, rodas maiores e menores modificam o comportamento dinâmico, melhorando alguns aspectos enquanto prejudica outros. Saiba o que acontece com o seu carro quando se coloca rodas maiores - e menores.

descobrir estado de licenciamento do carro

Descubra em qual estado seu carro usado foi emplacado

O atual sistema de placas brasileiro entrou em vigor em 1991 e é funciona por um método alfanumérico dividido por unidade federativa - os estados. Por meio dele, é possível descobrir em qual estado o veículo recebeu seu primeiro registro, ao sair da concessionária. Com o aumento da frota e baixas nos registros de modelos tirados de circulação pelo fim da vida útil, acidentados ou roubados, novos lotes foram liberados, fazendo com que a identificação do primeiro estado de emplacamento fique confuso. A tabela abaixo mostra os intervalos de registro de novas placas por estado.