Pular para o conteúdo
Anúncios

Fórmula 1 de 1988 a 1993 – Breve histórico

Dizem que para um atleta virar lenda, ele depende de um rival forte. Com Ayrton Senna não foi diferente. Ele correu em um época de muitos bons pilotos, dentre os quais se destacou e se tornou o mais lembrado: Nelson Piquet, Nigel Mansell, Keke Rosberg, e nos últimos anos, Michael Schumacher, uma estrela em ascensão. A lista é longa.

Mas de todos os rivais, o número um foi o baixinho Alain Prost. Desde que viraram companheiros de equipe na McLaren em 1988, travaram um dura batalha pelos títulos de 1988, 1989 e 1990, sendo que neste último ano o  francês pilotou pela Ferrari. Duas vitórias para Ayrton (1988 e 1990) e uma para Prost (1989), em uma desclassificação polêmica do brasileiro no GP do Japão, após ambos se envolverem em um acidente.

Voltaram a disputar o título em 1993, com o francês correndo em uma Williams claramente superior à McLaren Ford de Senna, com triunfo do francês.

Nos campeonatos de 1991 e 1992, o concorrente de Senna foi o inglês Nigel Mansell, correndo pela mesma Williams-Renault, o melhor monoposto de sua época com a inovadora suspensão ativa. Apesar da superioridade técnica do bólido azul ante o McLaren-Honda de Senna, o brasileiro levou o primeiro.

Com o aprimoramento da suspensão ativa, a habilidade do brasileiro não conseguiu fazer frente à tecnologia da Williams, levando um piloto mediano como Mansell ao seu único título com três corridas de antecipação.

Ao final da temporada de 1992, algo curioso ocorreu. O campeão da Fórmula 1 Nigel Mansell deixou a categoria e foi competir na Fórmula Indy, uma das principais categorias americanas. Simultaneamente, o campeão de 1992 da categoria ianque, Michael Andretti, fechou contrato com a equipe McLaren para ser companheiro de Ayrton Senna para a temporada 1993.

No ano seguinte, o inglês se sagrou campeão da Fórmula Indy pela equipe Newman-Haas. Por outro lado, o filho de Mario Andretti se mostrou um fiasco, abandonando a categoria três corridas antes do final da temporada, para retornar à Indy.

O vídeo abaixo mostra a maior rivalidade na época de ouro: Senna versus Prost em 1989:

Anúncios

3 Comments »

  1. Senna realmente era um excelente piloto arrojado e muito rápido perdeu em 89 o titulo para Prost por pura vaidade de querer colocar uma volta no próprio Prost em Mônaco quando liderava a prova com 58s de vantagem batendo sozinho na entrada do Túnel. A única coisa que discordo é chamar Mansell de piloto mediano ele era arrojado e atrevido demais por isso cometia erros qual custaram pelo menos dois títulos a ele. Mansell obteve 31 vitórias na formula 1 apenas 10 a menos do que Senna.

    Curtir

    • Olá, Mas informacion

      O objetivo do EA é explanar um assunto complexo como automóveis de maneira simples, para todos entenderem. Obrigado pelo elogio.

      No início, levei bastante tempo para pensar no formato, mas hoje gasto duas horas por semana escrevendo o conteúdo.

      Obrigado pelo retorno!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: