Ir para conteúdo
Anúncios

Categoria: Documentação

7 golpes mais comuns na compra e venda de veículos

Atenção! Conheça os 7 golpes mais comuns em compra e venda de veículos

Apesar da melhoria na segurança jurídica envolvendo a compra e venda de veículos, muitas pessoas inescrupulosas buscam ganhos fáceis e espúrios, com base no desejo alheio de fazer negócios muito vantajosos. Entretanto, a linha entre realizar uma aquisição por preços atraentes e cair em golpes nos quais perde-se todos os valores desembolsados é muito tênue e exige grande experiência em transações com veículos.

Alguns são bastante elementares, outros apresentam alto grau de sofisticação e apenas profissionais experientes podem identificá-los.

Este artigo trata dos 7 golpes mais comuns envolvendo a compra e venda de veículos.

Anúncios
descobrir estado de licenciamento do carro

Descubra em qual estado seu carro usado foi emplacado

O atual sistema de placas brasileiro entrou em vigor em 1991 e é funciona por um método alfanumérico dividido por unidade federativa – os estados. Por meio dele, é possível descobrir em qual estado o veículo recebeu seu primeiro registro, ao sair da concessionária.

Com o aumento da frota e baixas nos registros de modelos tirados de circulação pelo fim da vida útil, acidentados ou roubados, novos lotes foram liberados, fazendo com que a identificação do primeiro estado de emplacamento fique confuso.

A tabela abaixo mostra os intervalos de registro de novas placas por estado.

Questionando o comportamento do condutor brasileiro

Os artigos anteriores discorreram sobre o cenário caótico do trânsito brasileiro, suas causas e efeitos, juntamente com uma proposta de fiscalização moderna e eficiente. Infelizmente, a repressão por meio de multas ainda se mostra necessária. Este artigo analisa a postura do motorista brasileiro, traçando paralelos com os de outros países. Conclui-se que não haverá melhora sem mudar a cultura do povo ao dirigir.

por que a atual política de fiscalização de velocidade é estúpida e ineficaz - propostas

Radares: por que a atual política de fiscalização é estúpida e ineficaz – Parte 3

A fiscalização de velocidade serve apenas para arrecadar impostos para governos em dificuldades financeiras, sem compromisso algum com a melhoria da segurança no trânsito. De fato, há enorme quantidade de motoristas imprudentes, mas se o objetivo realmente fosse garantir o respeito aos limites de velocidade, a fiscalização por velocidade média seria implantado, a exemplo do que é feito em países como o Japão e Alemanha. Neste artigo, far-se-á a análise dos resultados e propostas para resolver de vez o problema.

por que a atual fiscalização por radares é estúpida e ineficiente

Radares: por que a atual política de fiscalização é estúpida e ineficaz – Parte 2

A fiscalização de velocidade serve apenas para arrecadar impostos para governos em dificuldades financeiras, sem compromisso algum com a melhoria da segurança no trânsito. De fato, há enorme quantidade de motoristas imprudentes, mas se o objetivo realmente fosse garantir o respeito aos limites de velocidade, a fiscalização por velocidade média seria implantado, a exemplo do que é feito em países como o Japão e Alemanha. Neste artigo, far-se-á a análise dos resultados e propostas para resolver de vez o problema.