Ir para conteúdo
Anúncios

8 profissões promissoras para trabalhar com carros

ford fusion energi híbrido

Muitos apaixonados por carros ganham seu pão de cada dia através deles. Seja no projeto, pesquisa e desenvolvimento, fabricação, comércio ou reparação, a indústria e comércio de automóveis, veículos comerciais, caminhões, ônibus e máquinas agrícolas gera 1,5 milhão de empregos diretos e indiretos.

Atualmente, a tecnologia embarcada nos veículos passa por um processo disruptivo muito rápido, com a popularização de carros híbridos e elétricos, a predominância das transmissões automáticas sobre as manuais, a eletrônica cada vez mais sofisticada e a oferta cada vez mais diversificada de acessórios de todos os tipos.

A oferta cada vez maior de marcas e modelos nacionais e importados, assim com sua manutenção de custo e complexidade crescentes, cria novos nichos de atuação profissional na área automotiva. Existem muitas lacunas e oportunidades a ser exploradas neste mercado nascente.

Muitas novas carreiras e profissões estão nascendo, enquanto outras crescem rapidamente e demandam mão-de-obra qualificada.

Estas 8 especialidades no comércio e reparação veicular passam por um boom em sua demanda nos dias de hoje ou ocorrerão no próximos anos. Os aspirantes a estas áreas podem obter ganhos superiores a engenheiros e projetistas da indústria tradicional, dada a baixa oferta de mão-de-obra qualificada e demanda crescente.

Se você adora carros e deseja seguir carreira na área, veja abaixo quais são elas:

mecânico de carros de luxo

1 – MECÂNICO ESPECIALIZADO EM CARROS DE LUXO

Marcas premium vendem mais a cada ano, mas faltam profissionais capacitados para repará-los. As marcas high-end disputam entre si para entregar ao cliente a tecnologia mais avançada. Consequentemente, mais sofisticadas e complexas – e caras.

Sua manutenção demanda profissionais muito especializados, treinados nos países de origem dos modelos para operar máquinas de diagnóstico caras e cheias de funcionalidades específicas. Um curso de manutenção de modelos de luxo alemães, britânicos ou japoneses custa mais que graduações em engenharia mecânica e podem gerar altos ganhos para estes mecânicos, dada sua escassez no mercado.

Os modelos mais antigos costumam ser desprezados pelas redes autorizadas, as quais delegam sua manutenção e reparação a oficinas independentes, as quais atendem uma só marca. Donos de BMW, Audi, Mercedes, Mitsubishi ou Subaru fora de garantia sofrem para manter seus bólidos em ordem, buscando avidamente por mecânicos capacitados e especializados.

Boa parte deles aceitam pagar mais por reparos de qualidade a levar seus veículos a mecânicos que cobram menos, mas não possuem o conhecimento adequado e podem prejudicar o automóvel.

Ser um mecânico especializado em carros de luxo exige alto investimento em cursos e experiência, mas pode trazer altos ganhos em uma carreira muito prazerosa para um gearhead.

2 – REPARADOR DE CÂMBIOS AUTOMÁTICOS

câmbio automático vista explodida

Um item que ficava restrito a modelos de luxo no passado se populariza por aqui nos modelos de entrada, como o VW Gol e Renault Sandero. Entretanto, ainda faltam profissionais capacitados para prestar serviços de instalação e reparo de transmissões automáticas.

Nos Estados Unidos, este tipo de transmissão equipa a maioria dos modelos há décadas. Mesmo na Europa, tradicionalmente mais resistente à sua entrada, já a adotou e equipa a maior parte dos modelos de lá, especialmente as variantes CVT e de dupla embreagem.

Por aqui, existe uma linha de corte entre a predominância de caixas manuais e automáticas, na faixa dos R$ 60 mil. Abaixo dela, a grande maioria das opções recebe a transmissão manual por motivos de custos. Por sua vez, a opção sem o pedal de embreagem equipa a grande maioria dos modelos mais caros. Aí mora a oportunidade profissional.

Proprietários de modelos mais antigos sofrem com a escassez de profissionais especializados no reparo de câmbios automáticos devido à sua aplicação em grande escala ser relativamente recente. Oficinas especializadas pipocam em todo o Brasil e cada vez mais modelos recebem caixas com conversor de torque, de dupla embreagem ou CVT.

A demanda por profissionais especializados em câmbios automáticos é crescente e consolidada, consistindo em uma boa profissão a seguir, com custo de formação relativamente baixo.

3 – FUNILEIRO

trabalhar com carros funileiro

Apesar de a profissão de funileiro – ou lanterneiro – ter nascido junto com a criação do automóvel, faltam profissionais qualificados na área. Neste nicho do mercado de reparação, não faltam profissionais em quantidade, mas em qualificação.

É fato que há mercado para todos os profissionais, desde aqueles que apenas “dão um tapa” na lataria de veículos comuns até os especializados em importados de alto luxo. Nesta área, o diferencial reside na qualidade do serviço e tempo de entrega razoável para o cliente. Um profissional organizado e competente já aufere bons ganhos como funileiro, mas há um nicho que cresce muito.

Antigamente, portas e para-choques eram compostos de poucos componentes e não demandavam  muito tempo para ser pintados e montados. As carrocerias não possuíam muitos vincos e reentrâncias como os modernos, assim como a quantidade de detalhes como frisos e capas era muito menor.

Assim, enquanto o para-choque de um modelo popular de dez anos atrás era composto de uma só peça, o reparo em um modelo importado de luxo é composto por dezenas de componentes como frisos cromados, faróis e luzes auxiliares, lanternas de LED e dezenas de acessórios. Naturalmente, um reparo como esse exige maior especialização do profissional e seu reparo demanda a substituição de muitos componentes.

Donos de modelos de luxo são muito exigentes e pagam bem. Um profissional capacitado para atender este mercado pode auferir ganhos superiores a profissionais de projeto e manufatura dos fabricantes. A contrapartida reside na extrema dificuldade na obtenção de peças e informações para fazer alguns reparos e a necessidade de atualização constante.

4 – IMPORTADOR DE PEÇAS E ACESSÓRIOS

Com o aumento de modelos globais comercializados no Brasil, a demanda por peças de reposição e acessórios de personalização cresce a passos largos. Os fabricantes costumam cobrar valores exorbitantes em peças, serviços e equipamentos de modelos importados, abrindo a oportunidade de importá-las e revendê-las no Brasil a preços mais atraentes.

Peças originais de modelos premium podem ser encontradas por valores até cinco vezes menores em importadoras independentes. Ou seja, as concessionárias pedem um valor cinco vezes maior pelo mesmo componente. Um profissional especializado em comércio exterior pode fazer fortunas com o setor automotivo.

Outra oportunidade reside em acessórios de preparação e personalização fabricados no mundo todo e desejados pelos proprietários de modelos globais aqui no Brasil. Desde adereços estéticos como faróis de LED, saias, lanternas, body kits e centrais de infotenimento até conjuntos completos de preparação de motores, suspensões e adaptação para correr em autódromo, importadores de peças e acessórios podem construir uma carreira excelente.

Caso possua uma oficina própria ou parceria com instaladores, preparadores e especialistas em eletrônica, também citados neste artigo, se abre uma excelente oportunidade de carreira. Os contras são os mesmos das demais áreas: necessidade de atualização constante. A elas, soma-se a burocracia governamental e alta complexidade tributária nos processos de importação e exportação.

5 – PREPARADOR DE MODELOS DE COMPETIÇÃO

A cada dia que passa, novos equipamentos de performance surgem no Brasil e no mundo. O mercado de entusiastas de preparação leve ou pesada cresce sem parar. Desde os tradicionais apezeiros, opaleiros e fusqueiros até os abastados donos de BMW, Mercedes e Porsche, o mercado de turbocompressores, chips de potência, suspensões a ar, componentes de alumínio e fibra de carbono, dentre uma infinidade de opções, demanda profissionais capacitado a prestar bons serviços.

Veja os tipos de preparação mais populares neste link e neste.

A oferta de novas opções de upgrade e personalização exige profissionais habilitados para instalá-los e que sejam versáteis e flexíveis, pois os clientes trazem componentes desconhecidos e fazem pedidos mirabolantes. Um preparador pode ser considerado um artesão automotivo, e a complexidade do trabalho pode trazer altos ganhos financeiros – proporcionais às dores de cabeça dos projetos executados.

Clientes adeptos de track days necessitam de serviços mecânicos de alta extensão e complexidade com enorme frequência, a preços exorbitantes. Um profissional experiente, com grandes conhecimentos sobre o assunto e com criatividade e flexibilidade para resolver problemas inéditos pode construir uma carreira interessante nesta área repleta de entusiastas.

Seu trabalho pode aparecer em muitas publicações e mídias sociais, trazendo reconhecimento. Porém, ele exige que se mate um leão por dia.

6 – CONSULTOR AUTOMOTIVO

procure um consultor automotivo

Carro é um assunto complicado para a maioria das pessoas. O aumento da complexidade do mercado e opções mais numerosas, muitos consumidores ficam desorientados com tanta variedade de marcas e modelos. Outros precisam adquirir ou trocar seu veículo, mas não demonstram interesse no tema e gostariam de delegar a função de escolher, pesquisar, comprar, preparar a papelada e fazer a manutenção para outra pessoa. Aí nasce a profissão de consultor automotivo.

O consultor automotivo é o profissional que auxilia em todas as etapas da propriedade de um veículo. Desde a seleção dos modelos, análise do perfil do cliente, pesquisa de preços, perícia e avaliação de usados, levantamento das opções de pagamento e/ou financiamento, preparação da documentação, recebimento do veículo e manutenção e operação pós-venda. Alguns profissionais oferecem o serviço de lavagem a domicílio ou levar e buscar o veículo em revisões e manutenções, conforme o pedido do cliente.

Antes restritos a empresas e clientes abastados, os serviços oferecidos pelos consultores automotivos passaram a ser acessíveis para a classe média. Um bom profissional oferece a comodidade de evitar que o cliente poupe esforço na aquisição e troca de seu veículo , economize dinheiro com escolhas de modelos ruins ou inadequados ao seu perfil, lembre das manutenções periódicas e visite oficinas.

Os valores cobrados variam conforme a demanda do cliente pelos serviços. O tempo e esforço poupado são preciosos para aqueles que não entendem de carros e pode economizar muitos recursos com compras equivocadas e problemas na manutenção e conservação dos automóveis.

Para o profissional, eis uma opção de carreira na qual o apaixonado por carros desempenha um papel útil para os clientes e prazeroso para si. Além de contribuir para a melhoria dos produtos oferecidos pelos fabricantes e serviços prestados pelas concessionárias e profissionais da reparação de veículos.

Conheça dois consultores automotivos clicando neste link e neste outro.

7 – MECÂNICO DE HÍBRIDOS E ELÉTRICOS

mecânico de carros híbridos e elétricos

Este novo segmento de mercado ainda se mostra incipiente no Brasil, dado o alto custo e baixíssimas vendas de modelos híbridos e elétricos.

Nos próximos quinze anos, prevê-se que os modelos equipados com baterias e motores elétricos devem ocupar uma fatia de até 30%. Assim, o profissional que ficar atento à manutenção e desenvolvimento tecnológico deste tipo de veículo pode obter altos ganhos pela ausência quase total de profissionais especializados na área.

Como a formação de mecânicos e reparadores de híbridos e elétricos ainda custa caro e exige viagens para o exterior, o profissional que sair na frente pode desenvolver uma boa carreira em um futuro próximo.

8 – ESPECIALISTA EM ELETRÔNICA EMBARCADA

Há vinte anos, junto com a reabertura das importações de veículos, chegaram ao Brasil os primeiros modelos com eletrônica embarcada sofisticada. Carros equipados com  injeção eletrônica e freios antitravamento – o conhecido ABS, sigla para Anti-Block System em inglês – representam a estreia da eletrônica embarcada.

Com o passar dos anos, uma enorme miscelânea de equipamentos eletrônicos foram agregados a toda a linha de todos os fabricantes. Assistências de comportamento dinâmico, tais como controle de tração, estabilidade e distribuição de forças de propulsão e frenagem equipam cada vez mais veículos.

Computadores de bordo e centrais multimídia equipam até mesmo modelos populares. Os automóveis de marcas premium recebem motores elétricos em todos os acionamentos dos assentos, com massageadores em algumas versões mais sofisticadas. O número de airbags cresce em todos os modelos, de todas as categorias e faixas de preço. Sua manutenção se mostra cada vez mais complexa e necessária, posto que a consciência sobre a segurança veicular cresce paulatinamente.

E a pergunta que fica no ar é: existem profissionais especializados em reparar todos estes esquipamentos elétricos e eletrônicos?

Aí está a oportunidade para os aficionados por eletrônica. Conforme os aparelhos de rádio, televisão e telefonia fixa e móvel ficaram baratos e descartáveis, reduzindo o mercado de técnicos para estes produtos, a eletrônica embarcada nos veículos demanda cada vez mais profissionais, posto que não se descarta um automóvel por que seu ABS ou central multimídia precisam de conserto.

Engenheiros elétrico e técnicos em eletrônica podem encontrar um bom nicho de atuação na área automotiva, visto que a parte mecânica dos veículos fica cada vez mais simples e a elétrica, mais complexa.

ESPECIALIZAÇÃO CRESCENTE CRIAM OPORTUNIDADES

Os automóveis, como qualquer produto de alto valor agregado, evoluem de forma lenta e gradual, e a marcha rumo à sofisticação não pode ser detida. Novas tecnologias geram novas profissões em qualquer área de atuação, e na automobilística não é diferente.

Muitos autoentusiastas sonham em construir uma carreira na área, mas a indústria automobilística nacional passa por dificuldades, com baixo potencial de criação de vagas para técnicos e engenheiros. Os departamentos de desenvolvimento de produtos têm sido “exportados” do Brasil para outros países, e as melhores oportunidades são criadas nos setores de comércio e reparação de veículos.

Vale lembrar que os cursos de formação do profissional são difíceis e exigem longas horas de estudo em todos os níveis, desde o técnico até o doutorado. O trabalho exige muita dedicação e atualização constante, pois novos produtos e tecnologias aparecem a cada dia.

Seja no comércio de peças e serviços, consultoria ou reparação, um profissional atento às demandas do mercado pode construir uma carreira bem-sucedida e gratificante. Apesar das dificuldades deste momento, o futuro reserva muitas novas oportunidades para quem quer viver do mundo automotivo.

Gostou do artigo? Conheça também as 4 melhores faculadades para se trabalhar com carros neste link.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: