Ir para conteúdo
Anúncios

Mecânica sem segredo: qual a diferença do motor 1.0 para o 1.6?

mesma potência cilindradas diferentes

Aqueles que já possuem bons conhecimentos sobre carros vão achar este post simplório, mas se trata de uma assunto desconhecido de boa parte dos motoristas: o que é este número que aparece estampado na traseira dos automóveis? O que quer dizer que o carro tem motor 1.0, 1.6 ou 2.0? 1.6 anda mais que 1.0 por quê?

Saiba também a diferença do motor 1000 para o 1.0

Para explicar de forma técnica mas sucinta, este número representa o volume deslocado pelas partes móveis do motor. Como mostrado no vídeo abaixo, os pistões trabalham em movimento vertical, subindo e descendo, e o “espaço” entre o ponto superior e inferior é medido em cm3 (centímetros cúbicos) ou litros (L). Daí vem o número. Um motor que desloca 1.600 cm3, ou 1,6 litos é chamado de 1.6. Seguindo o mesmo raciocínio, um motor de 2.000 cm3 é um 2.0, e assim por diante.

Mas por que o motor 2.0 é mais potente que o 1 litro? Via de regra, um motor “maior” gera mais potência e torque, desde que ambos tenham o mesmo nível de tecnologia. Isto é, 1.6 anda mais que o 1.0 e um 3.0 anda mais que um 2.0.

Mas a relação entre volume e potência tem uma nuance importante: o nível de tecnologia. Os motores modernos possuem diversos recursos para melhorar o desempenho e a economia, como o turbo e cabeçotes multiválvulas, o famoso 16 válvulas (para um carro de 4 cilindros). Com esse advento, é possível um motor 1.0 turbinado render a mesma potência de um 2.0 sem turbo. Ou  um propulsor 1.6 com 16 válvulas performar igual a um 2.0 com 8 válvulas. Complicado, né?

Vamos simplificar. Considere duas variáveis: volume do motor (“cilindrada”) e nível de tecnologia. Então ocorrem três casos:

  1. Com o mesmo nível de tecnologia, um motor de maior volume é mais potente. Exemplo: um 1.6 rende mais que um 1.0.
  2. Entre motores de níveis de tecnologia diferentes e mesmo volume, o mais avançado rende mais. Exemplo: um 2.0 turbo entrega mais performance que um 2.0 aspirado.
  3. É possível motores de níveis tecnológicos e volumes diferentes entregarem a mesma performance. Um motor mais avançado “menor” entrega a mesma potência que um motor maior e com menos tecnologia. Exemplo: um motor 1.4 16V turbo rende a mesma coisa que um 2.5 8V sem turbo.

Agora você sabe o básico de motores para suas conversas sobre carros! Caso tenha dúvidas, faça seu comentário. Ele será respondido e poderá virar um novo post.

Um motor potente sempre faz um carro ter bom desempenho?Outros posts do EA sobre Mecânica:

 Qual a diferença entre os motores de 8 e 16 válvulas?

Todos os posts do EA sobre motores turbo e híbridos

Por que um motor a álcool consome mais que outro a gasolina? E por que o diesel consome menos que os outros dois?

Tração dianteira e tração traseira: no que se diferenciam entre si e da tração integral

Colocar rodas maiores no carro aumenta o desempenho?

Câmbio curto e câmbio longo: entenda a influência no desempenho do carro

 

Anúncios

13 comentários em “Mecânica sem segredo: qual a diferença do motor 1.0 para o 1.6? Deixe um comentário

    • Marcelo, a entrega de potência e torque depende de diversos fatores, como nível de tecnologia, engenharia de componentes, ponto de corte de rotação, filosofia de calibração dos engenheiros da montadora, dentre outros fatores.

      É perfeitamente possível um motor 1.0 ter a mesma potência de um 1.4, como no exemplo dado, pois o valor obtido pelo propulsor de 1 litro do Corsa ocorrer a uma rotação alta (6400 rpm), algo que favorece o ganho de potência. Vale ressaltar que o Peugeot a alcança a apenas 5250 rpm.

      Por outro lado, o torque máximo do mil é de apenas 9,7 kgf.m a altos 5.700 giros, ante 12,8 kgf.m do 1.4 francês, obtidos a apenas 3.250 rpm. Devido ao maior torque disponível em baixa rotação, o Peugeot passará a sensação de ser bem mais potente e entregará melhor dirigibilidade.

      Potência é importante, mas a diferença de torque, e em quais rotações eles são obtidos, fará grande diferença no desempenho, consumo e dirigibilidade de cada modelo. Na aceleração de 0 a 100, o Peugeot se mostra um pouco mais rápido (13,1 s contra 13,6 do Corsa). Ambos consomem 7,4 km/l na cidade.

      Resumindo: motores de cilindradas diferentes podem facilmente obter um mesmo valor de potência, o que não significa que o desempenho será similar, devido a outras características.

      Curtir

  1. Eu tenho um gol quadrado 1000 eu qr passar ele 1.6 o q q eu tenho que fazer. Tenho q trocar cabeçote, virabrequinho, biela,caixa de câmbio e mais algumas coisas. Aguardo a resposta. Grato

    Curtir

    • Depende do modelo do veículo e do motor.

      No caso de motores da mesma família, como os Fire 1.0 e 1.4 da Fiat, Família I 1.0 e 1.4 da GM e EA111 1.0 e 1.6 da VW, a substituição pode ser feita com facilidade na maioria dos casos.

      Os pontos críticos da substituição são os agregados e pontos de fixação dos coxins:

      – A fixação dos coxins devem ter as mesmas medidas. Como o bloco dos motores 1.0 e 1.4 costumam ser os mesmos, a conversão pode ser facilitada. Eles podem variar conforme o modelo e motorização. P. ex.: apesar de VW Gol e Fox usarem o mesmo motor, os coxins são diferentes, assim como há diferença nas peças dos motores 1.0 e 1.6.

      – Deve-se prestar atenção no radiador, posto que o propulsor 1.4 utiliza um de maior capacidade, assim como outros agregados como bomba da direção hidráulica, correias do ar condicionado, filtros de ar, coletores de admissão, transmissão, dentre outros. Tudo deve ser condicionado adequadamente no compartimento e montado corretamente.

      Eventualmente, pode ser necessária a alteração de componentes de carroceria como parede de fogo, para-lamas ou para-choques para liberar espaço para os componentes mais volumosos.

      É possível substituir qualquer motor de qualquer marca, desde que o conjunto tenha espaço suficiente no compartimento. Neste caso, irá alterar tudo.

      É necessário remover toda a mecânica e recriar toda sua acomodação. O mecânico deverá construir manualmente toda a acomodação do powetrain e de cada agregado em um trabalho artesanal, sob medida. Na maioria das vezes, o custo é muito elevado.

      É necessário alterar o documento com o número do motor novo, sob pena de multa e apreensão em fiscalizações.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: