Arquivo da tag: motor

Por que dois carros podem ter mesma potência com “cilindradas” diferentes?

mesma potência cilindradas diferentes

O leitor Marcelo enviou ao Educação Automotiva a dúvida abaixo, a qual contém um conceito muito importante sobre números de potência e torque dos motores:

O Corsa 2011 1.0 e o Peugeot 207 2011 1.4 possuem 83 cv, descrito no documento dos dois carros. Como explicar a mesma potencia com cilindradas diferentes?

Resposta do EA

Continuar lendo

Anúncios
diferença motor 1000 1.0 1600 1.6

Qual a diferença do motor 1000 para o 1.0?

 

Um dos posts mais lidos desta página é o Mecânica sem segredo: qual a diferença do motor 1.0 para o 1.6? Após ler este post, outra dúvida muito frequente é sobre a diferença do motor 1000 para o 1.0. Ou do 1300 para o 1.6. A diferença é muito simples:

Continuar lendo

educação automotiva

Top 10: os mais acessados de Educação Automotiva

Neste um ano e meio de Educação Automotiva, recebemos 19.000 visitantes e 27.500 visualizações até o momento. Apesar dos números modestos, continuamos crescendo, com média de 100 visitantes e 150 visualizações diariamente. Agradecemos a preferência.

Para aqueles que seguem a página há pouco tempo ou desejam conhecer os nossos artigos mais populares, compartilhamos os dez mais acessados:

Continuar lendo

Por que um motor a álcool consome mais que outro a gasolina? E por que o diesel consome menos que os outros dois?

Atualmente, a maioria dos automóveis vendidos no Brasil são equipados com motores bicombustível, os quais aceitam álcool e gasolina. Gás natural veicular (GNV) e diesel também se mostram muito populares, assim como as intermináveis discussões entre as vantagens e desvantagens de cada um. Devido ao altíssimo preço dos combustíveis imposto pelo governo, o foco principal reside no consumo. Este é o foco deste post.

Os detentores de maior conhecimento automotivo podem achar o título deste artigo simplório, mas ele responde uma dúvida recorrente entre os motoristas menos informados. Qualquer dono de carro “flex” sabe que o consumo no álcool é cerca de 30% maior que com gasolina, o famoso “ele faz 7 (km/l) no álcool e 10 na gasolina”. Também sabem que o diesel e o GNV tem maior autonomia em relação a álcool e gasolina. Qual a explicação?

Continuar lendo

Qual a diferença dos motores V12, V10, V8 e V6 Turbo – Fórmula 1

Este post tira uma dúvida básica de quem está se familiarizando com a Fórmula 1 agora e reaviva a memória daqueles que já acompanham há anos, ou décadas, como o autor desta matéria. Qual a diferença dos motores V12, V10, V8 e os atuais (e criticados) V6 sobrealimentados da atualidade.

Sem dúvida as variações se mostram enormes, em termos de entrega de torque e potência, consumo, durabilidade, performance e, principalmente, sonoridade. Este é o tema deste vídeo. Abaixo, a equipe de Fórmula 1 mais lendária de todas, a Ferrari, escolheu alguns exemplares com todas as motorizações, e a diferença de ronco é notável. Assista e se delicie:

A bordo da McLaren de Ayrton Senna – Kyalami 1992

Os apaixonados por automobilismo têm uma predileção por câmeras onboard, isto é, que ficam junto ao cockpit.  Elas são especiais por permitirem observar todo o trabalho de braço e perna do piloto, sua visão da pista e, acima de tudo, ouvir o ronco do motor. Não tem como não se empolgar.

Andar onboard é legal com qualquer piloto, mas quando se trata de Ayrton Senna, tudo fica ainda melhor. Muitos desaprovam o ronco dos V6 sobrealimentados da atualidade, então ouvir o saudável Honda V10 utilizdo pela McLaren em 1992 soa como música para os apaixonados. Assista essa feliz combinação de V10 + Ayrton Senna:

turbocompressor por dentro

Cuidados a se tomar com motores turbo

Depois de muitos anos de acompanhamento da tecnologia dos motores turbo, o consumidor brasileiro começa a comprar veículos equipados com este propulsor em grande escala. Muita força nas arrancadas e retomadas, performance excepcional e elasticidade, aliadas a baixo consumo, surpreendem até os mais céticos. Os proprietários destes veículos se mostram plenamente satisfeitos com o ótimo desempenho aliado a grande economia, em sua maioria. Conhecem os benefícios e poucos voltariam a ter um aspirado.

Apesar de grande parte dos motoristas ainda se mostrarem presos aos antigos preconceitos contra os sobrealimentados, como “carro de boy”, “não preciso de tanta potência, não gosto de correr”, “motor turbo quebra muito”, dentre outras afirmações sem respaldo técnico, o avanço desta tecnologia se mostra irreversível.

Considerando que a nova legislação de emissões de poluentes entra em vigor este ano, e sem a aplicação de turbocompressores não há possibilidade de ela ser cumprida. Gostem ou não, motores aspirados cairão em desuso nos próximos anos, fenômeno em fase avançada na Europa. Somente os híbridos e elétricos podem desafiar os sobrealimentados em performance e consumo, mas o alto preço das baterias ainda restringe seu uso. O motor turbo é a bola da vez.

turbo2

Após esta breve introdução, vamos ao ponto central do post. Aqueles que já possuem um veículo com motor turbo ou pretendem comprar um precisam conhecer as peculiaridades e cuidados desta tecnologia que encanta, mas também tem suas exigências. A lista abaixo detalha as mais importantes: Continuar lendo