Ir para conteúdo
Anúncios

Carro é apenas um meio de transporte? Conheça suas diversas finalidades.

primeiro carro do mundo
Daimler, o primeiro carro lançado comercialmente, em 1886.
Daimler, o primeiro carro lançado comercialmente, em 1886.

A humanidade sempre teve enormes necessidades de transporte, tanto de pessoas como de cargas. Desde que a nossa espécie habita este planeta, buscou diversas formas para este objetivo. A princípio, a única forma de tração era feita pelo próprio homem, e a invenção da roda, há mais de 7.000 anos, se mostrou uma revolução, pois permitia fazer a mesma tarefa com menos esforço. Os egípcios dominaram a técnica da tração animal, feita por mulas e cavalos, e deu outro passo no aprimoramento da tecnologia, atingindo feitos inéditos à época.

Desde a antiguidade até cerca de 150 anos atrás, a evolução dos transportes foi lenta, quando o principal advento apareceu: o motor de combustão interna. Alguns engenheiros tentaram construir veículos movidos a vapor, mas eles não se mostraram viáveis, pois as caldeiras eram grandes e pesadas para a aplicação. Os motores a álcool, gasolina, querosene ou diesel foram os escolhidos por serem leves e compactos, produzindo potência e torque suficientes para substituir a tração animal.

Assim nasceu o automóvel, o veículo que se move sem o auxílio de animais ou pessoas. Após algumas décadas de testes, o primeiro carro foi lançado em escala comercial em 1886, pela Daimler (foto acima). O automóvel logo se popularizou pelas maiores praticidade e velocidade e menores custos de manutenção, em comparação com as carroças e carruagens. No início do século XX, a linha de produção foi implementada, aumentado a quantidade fabricada e reduzindo os preços, tornando o carro acessível a grande parcela da população. A função dos veículos como equipamentos de transporte estava em pleno funcionamento. Eles tomaram as ruas.

Após algum tempo, com o desenvolvimento dos motores, foram aparecendo versões cada vez mais potentes, e os engenheiros começaram a criar novas funções para os veículos motorizados, conforme detalhado abaixo:

1 . Transporte de cargas – Com os aprimoramentos técnicos, foi possível construir utilitários e caminhões para transportar cargas cada vez maiores e mais pesadas. Por exemplo, o transporte de uma turbina da fábrica para ser montada em uma usina hidrelétrica podia demorar meses sem os caminhões, e hoje pode ser feita em horas. Para entregar 40 toneladas de alimentos perecíveis, eram necessárias mais de cem charretes para entregar em uma semana, em uma cidade a cerca de 200 quilômetros de distância da fábrica. Atualmente, um único caminhão cumpre a tarefa em uma hora e meia. O automóvel foi decisivo para a logística nos últimos cem anos.

2. Chegar a lugares de difícil acesso e/ou não pavimentados – Lugares que não possuem pavimentação e/ou de difícil acesso, no qual o caminho possui lama, cascalho, areia, mato alto, floresta ou neve só podiam ser acessados a pé ou eram completamente inacessíveis ao ser humano. Após a criação dos veículos off-road, com tração nas quatro rodas, o homem pôde chegar a praticamente qualquer local. Veículos como jipes e tanques foram projetados para fins militares, mas sua grande utilidade os trouxe à vida de todos, desde agricultores a turistas de aventura.

3. Atingir grandes velocidades – Antes do advento do automóvel, o transporte mais rápido era o cavalo. E apenas para uma pessoa. Com os veículos a combustão e seu desenvolvimento ao longo do tempo, a velocidade média aumentou em mais de dez vezes. Ter uma carro veloz se tornou um desejo de muitos, e o sucesso do automobilismo mostra o quanto o ser humano é fascinado por ela. Existem carros que ultrapassam a barreira do som (1.228 km/h). Veículos esportivos e rápidos são, sempre foram e sempre serão objetos de desejo pelo que representam, especialmente para os mais apaixonados por automóvel. Motocicletas velozes também encantam multidões.

4. Transporte coletivo – Assim como os caminhões e utilitários trouxeram grandes avanços na logística de cargas, as vans e ônibus são seus correlatos na movimentação de passageiros. Ao contrário dos trens e bondes, não é necessário grande investimento em trilhos e sua liberdade de trajeto é muito maior. Substituíram com vantagens as carroças, carruagens e charretes, podendo levar número muito maior de pessoas a custo inferior. Em muitas cidades, os ônibus e vans são a base do transporte coletivo.

5. Transporte individual – Esta foi a aplicação original, com o objetivo de substituir carroças, cavalos e as caminhadas. A automóvel permitia que as pessoas se locomovessem com mais velocidade, menos esforço, em grupo e levando bagagem. Como existe uma diversidade infinita entre os desejos e personalidades humanos, os fabricantes investem rios de dinheiro para satisfazer os anseios de cada categoria. Alguns desejam apenas um meio de transporte barato, outras buscam rodar com a família, outras um carro veloz, enfim, as necessidades são as mais variadas. Em cima disso, se construiu uma indústria tradicional e bilionária.

6. Status e posicionamento social – Mesmo que esta finalidade se mostre polêmica, um número enorme de pessoas compra um determinado veículo como forma de diferenciação social e afirmação da própria personalidade, fugindo da proposta de mero equipamento de transporte. Outras enxergam o carro ou moto como estilo de vida e ferramenta de aceitação por um grupo social, ou simplesmente compram um veículo para chamar a atenção. Há um grupo que valoriza os carros recém-lançados, pois apreciam tê-lo antes da maioria dos compradores. Eles são os chamados “novidadeiros”. Uma variante deste são os compradores de marcas premium, as quais vendem poucas unidades a preços muito altos, com o que há de mais avançado em tecnologia, luxo e conforto. Estas buscam se destacar por ter um veículo que ninguém possui, e a exclusividade é fundamental.

7. Luxo, conforto e qualidade – Alguns não buscam apenas uma forma de ir de um lugar ao outro, mas fazem questão de fazer isso em um veículo fabricado em materiais nobres, com muitos equipamentos de conforto e conveniência, fácil de dirigir e silencioso, dentre tantos desejos. Não precisa ser necessariamente chamativo, mas precisa entregar qualidade muito acima da média. Esse consumidor exigente não se contenta com um carro “popular”, ele quer rodar com o que há de melhor em conforto e tecnologia, mesmo que seja em um veículo de marca de volume. Para ele, luxo, conforto e qualidade são fundamentais, e aceitam pagar bastante por isso.

O surgimento do automóvel também trouxe benefícios para outros segmentos, como navegação, aviação, aeroespacial, serviços públicos e indústria, pois a tecnologia dos motores combustão interna e inúmeras tecnologias empregadas na indústria automotiva teve larga penetração em tudo o que o homem faz neste mundo. Assim, pode-se afirmar que o carro mudou o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: