Ir para conteúdo
Anúncios

Converter o motor para GNV compensa?

cilindro de gnv educação automotiva

vantagens de usar gnv

Em 2017, o preço da gasolina bateu recordes semana após semana. Este ano, a competição de valorização entre a gasolina e o Bitcoin (criptomoeda) continua. A escalada da cotação do barril de petróleo no mercado internacional e a elevação dos impostos sobre combustíveis fez o custo de abastecer veículos disparar a patamares nunca antes vistos.

Soma-se a isso a crise econômica, responsável por achatar salários e pro-labores de toda a população, e a inflação generalizada, a qual aumenta o custo de todos os produtos e serviços essenciais.

Uma parcela enorme da população depende do automóvel para realizar suas atividades profissionais, enquanto outras não podem e/ou não desejam abrir mão para uso pessoal. Todos buscam uma solução para reduzir as despesas com combustíveis quando o orçamento aperta.

Nessas horas, a primeira opção a ser cogitada consiste na conversão do motor para funcionar com Gás Natural Veicular, o famoso GNV. Mas será que compensa para todo mundo?

CONVERTER O MOTOR PARA GNV É PERIGOSO?

Não. Ao adquirir um kit GNV de boa procedência e fazer a instalação por profissional qualificado, em oficina certificada pelo Inmetro, não há riscos superiores ao de rodar com um veículo movido a gasolina, álcool ou diesel.

Os kits anteriores às 1ª e 2ª geração consistiam, em sua maioria, em improvisações de botijões de 13 quilos de GLP (gás de cozinha), realizadas em oficinas de fundo de quintal por profissionais sem formação para realizar a adaptação de forma segura. De fato, acidentes envolvendo tais unidades aconteciam com certa frequência.

As gerações iniciais, lançadas no final dos anos 80, foram projetadas para funcionar em propulsores carburados e passaram a apresentar boa confiabilidade e segurança. Infelizmente, a economia proporcionada não justificava o custo da conversão para a esmagadora maioria dos motoristas, pois o sistema de alimentação carburado não havia passado por desenvolvimento adequado para o combustível gasoso.

A partir da 3ª geração, o combustível gasoso recebeu aplicação em motores alimentados por injeção eletrônica, com regulagem manual do volume de gás a ser injetado na câmara de combustão. A grande novidade tecnológica do final dos anos 80 trouxe grandes melhorias na performance e economia dos motores que recebiam o equipamento.

Atualmente, os kits GNV se encontram em sua sexta geração, cuja diferença consiste na regulagem automática do volume de gás na mangueira – inovação da quarta geração – com um motor de passo com gerenciador de fluxo. Os de quinta e sexta geração ganharam melhorias no gerenciamento de uso dos combustíveis líquido e gasoso, assim como componentes do sistema de alimentação, como descrito neste artigo.

HÁ PIORA NO DESEMPENHO?

Sim. Um propulsor com o kit GNV instalado sofre de 15% a 50% de redução em sua potência e torque, a depender das características técnicas e mecânicas do veículo, as quais serão detalhadas no tópico abaixo.

O gás natural veicular possui relação estequiométrica de 15,4:1, superior à da gasolina e do etanol, de 13,2:1 e 9:1, respectivamente. Estas características resultam em maior economia de combustível, mas desempenho inferior, conforme já relatado neste artigo sobre combustíveis.

POR QUE ALGUNS CARROS SE ADAPTAM MELHOR DO QUE OUTROS AO GNV?

Devido às suas características mecânicas, como a presença de turbocompressor, deslocamento volumétrico (1.0, 1.6, 3.0, etc), peso, acessórios como direção hidráulica e ar condicionado e capacidade dos reservatórios de gás. Os seis itens abaixo descrevem os principais fatores:

  1. Motores de maior “cilindrada”, potência e torque sofrem menor redução no desempenho e maior ganho de economia. Como rodam em rotações mais baixas, demandam menos combustível para rodar em circuito urbano e resultam em menores gastos no posto.
  2. No caso de modelos de 1000 cm³ e baixa potência, não há grande vantagem na economia de combustível, pois a menor potência exige que o motor funcione sempre “cheio”, girando mais alto para manter o ritmo do trânsito nas cidades.
  3. Motores turbo obtêm os melhores resultados de performance e economia, pois a admissão forçada permite variações da mistura de ar/combustível que otimizam o compromisso entre redução no consumo e preservação da potência e torque.
  4. Motores com “penduricalhos” como correia do ar condicionado e direção hidráulica padecem de maior perda de rendimento, principalmente com o primeiro item em funcionamento. Unidades motrizes de menor potência e torque sofrem mais ao receber cargas de qualquer tipo, a exemplo dos modelos populares.
  5. Veículos com maior relação peso/potência – peso/torque se beneficiam menos da redução de consumo proporcionada pelo GNV, devido à demanda por maiores rotações para entregar a mesma performance.
  6. Reservatórios de GNV com maior capacidade de suportar alta pressão entrega melhores resultados de autonomia, pois permitem o armazenamento de maior quantidade do produto e uso otimizado pelo sistema de injeção.

O GNV PODE PREJUDICAR O MOTOR?

Kits GNV de qualidade instalados por profissionais qualificados, com os devidos cuidados em seu uso e manutenção permitem que o condutor rode por anos sem falhas. Seguir a recomendação dos fabricantes do veículo e acessório se mostram essenciais para obter a durabilidade e redução de consumo apropriadas.

A inobservância pode causar problemas em componentes como bicos injetores e bomba de combustível, para citar os mais comuns, minando a redução de despesas com combustível e impostos.

EXISTEM MODELOS MOVIDOS A GNV DE FÁBRICA?

Atualmente, não. Houve tentativas dos fabricantes de introduzir o combustível gasoso na década passada, mas o incentivo ao uso do etanol levou a oferta deste combustível a ser descontinuada em modelos novos.

No exterior, veículos movidos a GNV são oferecidos em alguns mercados e opções como o motor 1.0 TGI da Volkswagen – experimental, exibido no Simpósio de Motores de Viena 2017 (leia a matéria da Quatro Rodas aqui) – ofereceria excelente compromisso entre economia e desempenho, caso fosse lançado no Brasil.

MOTORES A GNV POLUEM MENOS?

Sim. Normalmente, há redução de cerca de 50% na emissão de poluentes. Casos como o protótipo 1.0 TGI da Volkswagen atingem queda de até 76% na produção de gases tóxicos. Daí o benefício fiscal dado por alguns estados para veículos movidos a GNV.

CARRO MOVIDO A GNV PAGA MENOS IPVA?

Em alguns estados, como o Rio de Janeiro, o imposto a ser pago pode cair para um terço do valor a ser recolhido por proprietários de modelos movidos a combustíveis líquidos. A maioria dos estados, como São Paulo, não concede benefícios fiscais para exemplares movidos a GNV, aumentando o payout do equipamento.

O AUTOMÓVEL COM KIT GNV INSTALADO PRECISA FAZER ALGUMA INSPEÇÃO ESPECIAL?

Sim. Para fazer o licenciamento anual, o veículo precisa ser levado par inspeção e renovação do selo do Inmetro o qual comprova a segurança do equipamento. Para obtê-lo, é necessário apresentar o CRLV e o selo do ano anterior.

O QUE É O PAYOUT DO KIT GNV?

O prazo no qual o motorista recupera o valor investido no kit GNV pela economia de combustível e impostos. Ele é medido em meses e as variáveis de cálculo consistem em:

  • preços dos combustíveis (gasolina, etanol e GNV);
  • o consumo de cada combustível em seu veículo;
  • o valor pago pela instalação;
  • a quilometragem percorrida mensalmente;
  • e a redução de impostos, se houver.

O GNV COMPENSA? COMO DESCUBRO?

A calculadora abaixo, do site peopleinteractive.com.br, traz o resultado em meses do payout do kit GNV, alimentando o formulário com as cinco variáveis acima.

CALCULADORA DE PRAZO PARA RECUPERAÇÃO DO VALOR PAGO PELO KIT GNV

Se o GNV compensa? Não há resposta fechada, pois a enorme diversidade de variáveis exigirá que o motorista encontre sua própria resposta, de acordo com sua percepção individual.

Gostou do artigo? Curta Educação Automotiva no Facebook e veja as atualizações de novos artigos em nossa página.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: