Arquivo da tag: SUV

8 carros que farão você parecer rico – até R$ 50 mil

carros que fazem você parecer rico até R$ 50 mil

Um dos conversíveis mais acessíveis na Europa, o VW Golf VI Cabriolet – ou as anteriores – seriam ótimas opções de carros de luxo baratos por aqui. Sorte dos alemães.

Uma máxima do marketing diz que não adianta ser, tem que parecer. E quando se trata de carros, não há necessidade de ter uma conta bancária gorda para rodar em carros estilosos e diferenciados, gastando o valor de um Chevrolet Onix ou Ford Ka zero quilômetro.

Esta lista enumera alguns exemplos de modelos desejados pelos apaixonados por carros e por pessoas que buscam os famosos “carros de imagem”, os quais as fazem parecer descoladas e bem-sucedidas desembolsando o valor de um carro qualquer.

Os critérios para a seleção dos modelos são:

  1. Design diferenciado e que não envelheceu. Alguns modelos estrearam nas lojas há mais de vinte anos, mas tem que parecer modernos aos olhos dos leigos.
  2. Carros clássicos e/ou colecionáveis estão excluídos, por se tratar de mercado à parte.
  3. Devem entregar desempenho, acabamento e conforto em linha com os padrões atuais, justificando o melhor “custo/benefício” em relação a modelos mais novos e menos luxuosos.
  4. O comprador deste tipo de carro tem como principal objetivo chamar a atenção e ter um modelo diferenciado. Ele não busca um meio de transporte, nem o carro mais eficiente e não liga para valor de revenda, tampouco custo de manutenção.

ESTE PERFIL DE COMPRADOR NÃO FIXA SUAS REFERÊNCIAS AUTOMOTIVAS EM QUILÔMETROS POR LITRO, MAS EM SORRISOS POR QUILÔMETRO.

Outros artigos já discorreram exaustivamente sobre todos os percalços da compra e manutenção de carros de luxo e os 10 passos para fazer uma boa compra – ou desistir.

Caso sua preferência resida em veículos mais “low profile”, mas você não queira um modelo tão exótico, nem tão antigo, nem tão complicado, o mercado oferece Toyota Corolla 2013, Chevrolet Cruze 2014, Renault Duster 2015 ou Chevrolet Cobalt automático 2016 pelos mesmos valores, para sumir na multidão de modelos comuns, bons de mercado e baratos de manter.

Este artigo respeita as escolhas do motorista comum, mas foi escrito para quem não quer ser mais um carro qualquer na frota monocromática e busca algo realmente empolgante.

Desde já, aviso que esta lista está repleta de “bombas” e “micos”, e parto do pressuposto de que os donos têm plena ciência disso e sabem tudo sobre seu carro dos sonhos. Vamos a ela:

Continuar lendo

Anúncios

Carros com estepe na tampa traseira: por que evitar

VW CrossFox e Citroën Aircross possuem estepe fixado à tampa traseira

Os SUV´s e veículos de proposta aventureira ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro e mundial. Seu design se inspira nos jipes e utilitários antigos, os quais tinham seus estepes fixados na parte externa do veículo, como o intuito de facilitar as trocas e liberar espaço no interior do veículo, posto que os pneus sofriam avarias com mais frequência antigamente.

Continuar lendo

Centro de gravidade: por que SUV´s capotam mais que automóveis

centro de gravidade civic hr-v

Foto comparando o centro de gravidade dos Honda HR-V e Civic, bem mais alto no primeiro

Continuando a série Ficha Técnica, chegou a vez de falar do centro de gravidade dos veículos, um conceito tão importante que eu me arisco a dizer que ninguém deveria dirigir um automóvel sem compreendê-lo. Especialmente se for um SUV.

Utilitários esportivos como Honda HR-V e Jeep Renegade ganham mercado a passos largos em nosso país. Infelizmente, nossas autoescolas passam ao largo de um conteúdo tão simples como importante para que nossos motoristas aproveitem melhor as vantagens desse tipo de veículo ou escolham outro mais adequado ao seu perfil.

Para isso, entender o conceito do centro de gravidade se mostra fundamental, dada a sua simplicidade. Esta matéria não deixará dúvidas.

Continuar lendo

O que é um crossover?

crossover diferenças suv automóvel

Os Mitsubishi ASX e Outlander são dois exemplos de crossover

No final dos anos 90, a indústria automobilística intensificou o investimento em dois tipos de carrocerias criados na década anterior: as minivans e os utilitários esportivos (SUV´s).

As primeiras tiveram grande aceitação até o final dos anos 2000, como substitutas das station wagons (peruas), devido ao espaço interno generoso e grande quantidade de equipamentos. Entretanto, o design de “carro de mãe” faz com que muitos rejeitem tais modelos.

Os “jipões” demoraram um pouco mais para deslanchar nas vendas, por conta de suas desvantagens técnicas, desconforto, alto consumo de combustível e histórico de envolvimento em acidentes. Apesar de seu design robusto e posição de dirigir elevada os tornarem objeto de desejo de muitos, o maior risco de capotamento e a suspensão traseira que “chacoalhava” e deixava os passageiros mais sensíveis com enjoos os excluía das opções de compra da maior parte dos motoristas.

Grandes investimentos em segurança, assistências eletrônicas e eficiência energética solucionaram a maior parte das mazelas dos utilitários esportivos tradicionais, mas o que os tornou os veículos mais desejados desta década foi a popularização dos crossovers.

Crossovers são modelos cuja carroceria é…

Continuar lendo

Suspensão dura ou mole, qual é melhor? Para quem é melhor?

componentes da suspensão

Uma discussão recorrente entre os apaixonados por carros consiste em qual o melhor acerto de suspensão para um veículo. Via de regra, o debate começa entre uma calibração mais firme ou mais macia, qual o tipo de carroceria, público-alvo ou nacionalidade do fabricante.

A partir disso, muitos estereótipos foram criados, corretos em alguns casos e equivocados em outros. Todo esportivo tem que ter suspensão dura? Um acerto muito macio prejudica a estabilidade? Carros americanos priorizam o conforto e europeus a estabilidade? Jovens preferem calibração firme e velhos, mole?

Verdades ou mitos? Ou meias verdades? Entenda melhor abaixo, de forma resumida e descomplicada.

Continuar lendo

preço dos carros no brasil

Os preços dos carros no Brasil são absurdos, mas alguns são mais que outros. Veja como ser menos explorado.

 

Este tema consiste em objeto de discussão exaustiva, na qual todos os brasileiros concordam por unanimidade: os carros no Brasil são caros. Muito caros. Absurdamente caros. Principalmente em comparação aos modelos idênticos vendidos no primeiro mundo. Culpa-se o governo pelos altos impostos cobrados, e as montadoras pela ganância em sua margem de lucro. Ambas se mostram verdades.

preço dos carros no brasil

Então, o consumidor que não abre mão de comprar um veículo zero quilômetro questiona: eu preciso de carro para ir e vir dos lugares e preciso comprar no Brasil, pois moro aqui. É possível não ser explorado? Continuar lendo