Arquivo da tag: Volkswagen

quiz agh teste seus conhecimentos automotivos

Quiz Amigos Gearheads: teste seus conhecimentos automotivos

quiz agh teste seus conhecimentos automotivos

Teste elaborado para o site parceiro Amigos Gearheads

Se você acessou este artigo, muito provavelmente é um gearhead e passou a vida aprendendo sobre o fascinante universo automotivo. Agora chegou a hora de testar o seu progresso, para saber se já está expert no assunto ou ainda precisa estudar muito.

Responda às 10 questões abaixo e teste seus conhecimentos gearheads:

Continuar lendo

Anúncios

Por que o motor AP aguenta “turbinagem” pesada?

Este slideshow necessita de JavaScript.

O motor Volkswagen EA 827, mais conhecido como AP ou Alta Performance – ou como chamam seus entusiastas, mais conhecidos como “apezeiros”ou “APzeiros”, “Alta Pauleira”- é o conjunto mais procurado para receber preparações pesadas devido às suas características de projeto.

Nas versões, 1.6, 1.8 e 2.0, carburado ou injetado, os entusiastas “carregam três quilos de meio de turbo”, colocam “comandão bravo”, intercooler, diferencial alongado, rodas aro 18″ – ou maiores – retiram todo o peso morto do acabamento e transformam suas caixas e quadrados em carros de competição. A criatividade dos “apezeiros” encontra limites apenas no orçamento.

A pergunta que não quer calar é a seguinte:

O QUE TORNA O MOTOR AP TÃO ESPECIAL?

Continuar lendo

O que significa a sigla 200 TSI do novo Polo?

o que significa o 200 TSI do novo polo

Há pouquíssimo tempo, a onda do downsizing passou a avançar a passos largos. Em breve, os motores sobrealimentados dominarão o mercado, competindo com os híbridos e elétricos.

Para o consumidor comum, a associação entre deslocamento e performance – os números 1.0, 1.6, 2.0, 3.5, etc – para descrever os motores,  se mostrava bastante direta: quanto maior, melhor o desempenho e maior o consumo de combustível.

O ditado gearhead que diz “cavalo anda, cavalo bebe”, e a célebre frase do preparador Caroll Shelby “there´s no replacement for displacement” (em tradução livre, “não há substituição para o deslocamento”), ficaram obsoletas com o avanço tecnológico.

De todas as marcas, o Grupo Volkswagen se posicionou como o pioneiro na aplicação intensiva do turbocompressor, desde o lendário Audi Quattro no início dos anos 80. As linhas europeias de VW e Audi aboliram os motores aspirados há alguns anos. No Brasil, o novo Polo ganhará as ruas em breve, com duas opções de conjunto motriz: a 1.6 MSI de 120 cv e a 1.0 TSI de 128 cv.

Em terras tupiniquins, a tecnologia do caracol mágico começou a ganhar impulso apenas nos últimos cinco anos. Por isso, o consumidor ainda se apega aos números de “cilindrada”, vendo o 1.6 sempre como mais potente em relação ao “mil”. Então, a marca alemã se viu em um dilema: como provar para o consumidor que o motor 1.0 é mais potente que o 1.6?

Os engenheiros e marqueteiros de Wolfsburg e da Anchieta encontraram uma solução inusitada e genial: batizar os motores de 160 MSI e 200 TSI. Mas o que significa isso?

Continuar lendo

Fim da produção do GM Classic e a mudança das preferências do consumidor

carros veteranos de mercado vw gol kombi renault clio fiat uno mille palio chevrolet gm classic celta

Seis velhos conhecidos do motorista brasileiro, os quais saíram de linha desde o início de 2014

O dia 1º de janeiro de 2014 marcou o início de um ciclo de grandes mudanças no mercado automotivo brasileiro. A lei que impõe a obrigatoriedade de todos os veículos possuírem airbag duplo e freios antitravamento (ABS) causou o fim da produção de muitos modelos com várias décadas de mercado, como o Fiat Uno Mille, o VW Gol G4 (com plataforma de 1994) e a saudosa Kombi, também da empresa alemã.

 

Esse fenômeno mercadológico divide os consumidores: alguns ficam saudosos de modelos os quais foram donos no passado, enquanto outros comemoram o fim de linha de veículos feios e ultrapassados. E você, acha isso bom ou ruim?

Continuar lendo

Turbo ou híbrido, qual o melhor?

turbo ou híbrido? qual o melhor?

Este mês, foram lançadas as novas gerações do Chevrolet Cruze e Honda Civic, ambos equipados com blocos turbo em todas as versões do modelo americano e na top de linha do japonês, como já relatado no post Novos Cruze e Civic trazem motores turbo. A Volkswagen já trabalha com motores turbo há quase vinte anos, desde os modelos Passat B5 e Golf IV. Por sua vez, a Toyota afirmou que seu best-seller Corolla não será equipado com propulsores sobrealimentados, mas toda sua linha se tornará híbrida, como seu irmão Prius, a partir da próxima geração, a qual estreia em 2020.

Assim, cria-se um dilema para o consumidor. O que vale mais a pena, comprar um modelo turbo ou um híbrido?

Continuar lendo

Novos Cruze e Civic com preços acima de R$ 100 mil. Vale pela evolução técnica ou falta bom senso das marcas?

novo cruze mais de R$ 100 mil

A nova geração do Cruze tem preços acima de R$ 100 mil nas versões LTZ 2.

Em julho, a Chevrolet coloca à venda a nova geração do Chevrolet Cruze. O modelo anterior sofria pesadas críticas em relação ao desempenho inferior aos concorrentes e alto consumo de combustível do motor Ecotec 1.8 16V de 144 cv e 18,9 kgf.m de torque. O bloco foi substituído pelo moderno 1.4 16V turbo de 153 cv e bons 24,5 kgf.m de binário, entregando um 0 a 100 em cerca de 8 segundos e consumo rodoviário de até 18 km/l com gasolina.

As questões de performance foram sanadas, mas…

Continuar lendo

Propaganda VW Passat 1998 (Brasil)

Após um período sem grandes lançamentos, em meados dos anos 1990, a Volkswagen começou a renovar a linha com os modelos vendidos na Alemanha, muito superiores aos então oferecidos. A marca fazia questão de frisar a qualidade alemã, e o fato de os modelos entregarem idêntico padrão de qualidade dos fabricados pela matriz, algo que durou até meados dos anos 2000, quando a maioria deles foi simplificado (“depenado”) por questões de custos.

As propagandas dos modelos Polo, Golf e Passat da época mostravam engenheiros de jaleco falando em alemão, sem legendas, como forma de reforçar a qualidade. Algo que um estudante intermediário da língua compreende sem problemas. Assista: