Arquivo da tag: design

Colocar aerofólio e saias no carro melhora a aerodinâmica?

body_kit_feio

Muitos apaixonados por carros gostam de melhorar a aparência e performance de seu veículo. Ou pelo menos deixá-lo mais bonito. Principalmente se for um modelo popular, encontrado aos milhares nas ruas. Seu dono deseja ter um exemplar único com pouco investimento. Os proprietários de exemplares mais caros, com orçamentos de cinco dígitos, buscam aprimoramentos mais expressivos de performance e design.

Isso posto, uma das primeiras alterações a ser cogitadas consiste na instalação de body kits completos, com aerofólios, saias dianteiras, traseiras, laterais e outros apêndices aerodinâmicos. O resultado estético varia conforme o gosto do dono, como mostra a foto acima. Mas instalá-los melhora mesmo a aerodinâmica?

Precisamos avaliar caso a caso, conforme as variáveis abaixo:

Continuar lendo

Anúncios

Carros com estepe na tampa traseira: por que evitar

VW CrossFox e Citroën Aircross possuem estepe fixado à tampa traseira

Os SUV´s e veículos de proposta aventureira ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro e mundial. Seu design se inspira nos jipes e utilitários antigos, os quais tinham seus estepes fixados na parte externa do veículo, como o intuito de facilitar as trocas e liberar espaço no interior do veículo, posto que os pneus sofriam avarias com mais frequência antigamente.

Continuar lendo

Lembranças automotivas da minha infância, parte 5

Nesta parte 5, a pauta é design e acessórios. Como todos se recordam, os anos 80 foram a era do design “quadradão”, de linhas retas. À época, tais linhas eram vistas como futuristas e eficientes, mas como toda a moda e decoração daquele período, passaram a ser vistas como excêntricas e de gosto duvidoso poucos anos depois.

Por outro lado, a década de 80 viveu uma efervescência musical e cultural, fato pelo qual os automóveis são lembrados com carinho por aqueles que viveram naqueles tempos bicudos, mas marcantes. Este post retratará as opções de estilo adotadas pela indústria.

Leia na Parte 1 e na Parte 2 sobre a situação do cenário econômico e mercadológico há 30 anos. Continuar lendo

Os carros preferidos das pessoas descoladas

casal

A escolha do carro se mostra uma forma pela qual as pessoas expressam sua personalidade. Olhando para ele, podemos ter diversas pistas sobre a idade, sexo, perfil e preferências de seu proprietário. Assim como a moda, a culinária e as artes ajudam seus consumidores a expressar sua personalidade, os carros também têm seu código. Este é o tema desse post.

Independentemente de seu poder aquisitivo, gênero, idade ou estado civil, as pessoas mais descoladas escolhem os carros abaixo: Continuar lendo

Carros com estepe na tampa traseira: por que evitar

VW CrossFox e Citroën Aircross possuem estepe fixado à tampa traseira

VW CrossFox e Citroën Aircross possuem          estepe fixado à tampa traseira

Os SUV´s e veículos de proposta aventureira ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro e mundial. Seu design se inspira nos jipes e utilitários antigos, os quais tinham seus estepes fixados na parte externa do veículo, como o intuito de facilitar as trocas e liberar espaço no interior do veículo, posto que os pneus sofriam avarias com mais frequência antigamente.

Continuar lendo

Será que você está escolhendo o carro certo para o seu perfil?

carro

No Brasil, pouco se fala em educação automotiva. A maioria das decisões de compra são feitas sem fundamentação técnica e análise financeira mais profunda, levando a frustrações e arrependimentos posteriores. Neste post, serão descritos alguns consumidores que fazem aquisições inadequadas e sofrem com seus desdobramentos, com exemplos práticos e possíveis alternativas. Vamos dividí-los em dois grupos: os que compram carro subdimensionado e seu oposto, que compram carro demais. Vamos citá-los abaixo:

Continuar lendo

Os perigos de comprar um veículo com base apenas em design

veloster

O Hyundai Veloster teve grande sucesso em seu lançamento, mas virou mico após os consumidores constatarem que seu desempenho não corresponde ao sugerido pelo design esportivo.

Entre os profissionais da área automotiva e os aficionados pelo assunto, é consenso que o brasileiro médio possui nível de conhecimento sobre carros muito baixo, e isso resulta em alto nível de compras por impulso, levando a arrependimento posterior. Isso pode ser ocasionado por diversos fatores, mas destaco o principal deles:

A COMPRA DE UM VEÍCULO UTILIZANDO O DESIGN COMO PRINCIPAL FATOR DE ESCOLHA.

Claro que todos nós apreciamos carros belos e nos sentimos bem ao volante de um deles. Este é um desejo natural e saudável. O problema começa quando o design se sobrepõe a outros aspectos mais relevantes, como custos de financiamento, seguro e manutenção, confiabilidade mecânica, consumo de combustível, abrangência da rede autorizada, dentre diversos fatores práticos.

Outros fatores mais subjetivos também podem levar a grandes decepções em compras baseadas apenas na aparência do veículo. Uso como exemplo o Hyundai Veloster, que aparece no topo da matéria. Fez grande sucesso em seu lançamento devido ao design belo e esportivo, mas foi rejeitado posteriormente pelo seu motor fraco, o mesmo do compacto HB20, entregando desempenho inferior até mesmo de alguns populares 1.0. Este veículo é ironizado nas comunidades automotivas, sendo chamado de “Lentoster”, “Moloster”, etc.

Posso citar também o Ford EcoSport. Ele se situa na categoria dos SUV´s, altamente desejados no Brasil, mas tem sido alvo de críticas por parte dos compradores devido à má qualidade de seu acabamento, baixa estabilidade e alto custo de manutenção e seguro.

Este fenômeno pode acometer toda uma marca. Cito três exemplos: Citroën, Peugeot e JAC Motors. As duas primeiras eram a quinta e a sexta mais vendidas, mas suas vendas caíram 70% nos últimos dez anos devido à baixa confiabilidade mecânica, manutenção cara e mau atendimento nas concessionárias. A JAC Motors fez uma entrada ruidosa no Brasil, com marketing agressivo, mas afundou pelo mesmo motivo das francesas. Todas entregam design bonito em carros sem qualidade, resultando em consumidores insatisfeitos, deterioração na imagem do fabricante e queda nas vendas.

Outro efeito negativo na compra baseada somente em design reside no grande desejo do consumidor de possuir aquele veículo, mesmo que esteja muito além de sua capacidade econômica de mantê-lo. A compra por impulso deixará o motorista ansioso e frustrado, que poderá ser obrigado a se desfazer do automóvel contra a vontade, ou sofrer dos problemas elencados acima.

Outro  erro muito comum e é causado pelo próprio consumidor é colocar o design acima de suas necessidades, como é o caso de quem mora em prédios com vagas apertadas e compra uma picape cabine dupla enorme, difícil de manobrar. Ou quem tem filhos e compra um esportivo como o Veloster, com pouco espaço no banco traseiro e porta-malas. A decisão por impulso tornará difícil a convivência do motorista e sua família com o carro e isso certamente trará arrependimento e prejuízos.

A educação automotiva é fundamental para que o cidadão faça as melhores escolhas na hora de se motorizar, com o objetivo de rodar em um veículo seguro, robusto, econômico, que atenda as necessidades e dentro das possibilidades financeiras do comprador e, por último, bonito. Caso esteja em dúvida, o ideal é pedir ajuda um especialista ou a alguém que conheça o veículo que pretende adquirir.