Aprenda a ler as medidas de rodas e pneus

aprenda a ler as medidas de rodas e pneus

Quando um consumidor visita uma loja de carros novos ou usados e se interessa por um modelo, normalmente deseja saber mais sobre ele. Quando o assunto consiste no conjunto roda/pneu, a maioria se limita a perguntar o aro da roda e/ou tala do pneu, quando muito.

Os aficionados por modificações, os quais trocam rodas e pneus com regularidade, já se mostram conhecedores de tudo o que diz respeito a eles. Abaixo, estão listados todas as medidas que você precisa saber:

Continuar lendo

Anúncios

Por que pneus de aro maior duram mais?

por que pneus maiores duram mais? rodas maiores

Poucos anos atrás, a esmagadora maioria dos carros vendidos no Brasil eram equipados com rodas pequenas, raramente maiores que 14 polegadas. Mesmo modelos caros como Chevrolet Monza ou Volkswagen Santana tiveram versões com medidas de 13″, como nos modelos de entrada. Conjuntos com aros de 15″ ou maiores eram exclusividade de modelos de luxo.

Um dos efeitos colaterais positivos consiste na maior durabilidade do conjunto. A explicação óbvia e imediata consiste no fato de o pneu maior precisar girar menos vezes para percorrer a mesma distância em relação a outro de aro menor.

Apesar de correta, existem diversos fatores mais importantes para compreender com profundidade sobre a durabilidade dos pneus além desta explicação nas linhas abaixo.

Continuar lendo

Desmerecer carros chineses pode ser um tiro no pé

byd song mpv futuro carros chineses

 

 

BYD Song MPV, minivan chinesa a ser lançada em breve. Créditos da foto para o site CarsNewChina.com

Em 2007, os automóveis fabricados na China iniciaram suas vendas em território brasileiro com o lançamento do Effa M100, uma experiência terrivelmente mal-sucedida.

A qualidade apresentada era tão sofrível a ponto de uma famosa publicação automotiva interromper um teste de longa duração, em um total de 60 mil quilômetros antes do final pela falta de condições de segurança e durabilidade.

Assim, os carros made in China ganharam a (justa) fama de péssima qualidade, até o momento. Tecer críticas mordazes e fazer piadas com estes fabricantes e modelos virou esporte entre os motoristas daqui.

Porém, precisamos analisar a história de outros fabricantes asiáticos, os quais seguiram o mesmo caminho no passado, para projetar o futuro das marcas chinesas para não “queimar a língua” daqui a dez ou vinte anos.

O assunto deste post consiste na análise das trajetórias de fabricantes japoneses e coreanos e sua contextualização com os atuais chineses.

Continuar lendo

Muito além do turbo: outras modificações para melhorar o desempenho do motor do seu carro

preparação completa de motor

Este motor recebeu preparação profunda, com troca de muitos componentes mecânicos

No artigo anterior, falou-se sobre o chip de potência. Esta preparação rápida e descomplicada costuma ser feita por motoristas que desejam leves incrementos de performance. Para os que buscam desempenho verdadeiramente esportivo, a troca de partes móveis do motor se mostra mandatória.

Quando se menciona preparações com vista a grandes aumentos de potência do motor, a instalação de um turbocompressor surge como primeira opção na mente da maioria das pessoas. Entretanto, um bom projeto deve ir muito além do simples uso do “caracol mágico”.

Conheça outros componentes fundamentais para um bom projeto de preparação:

Continuar lendo

“Kit padaria”: a receita mais simples para aumentar a potência do seu motor

kit padaria chip de potência

Este simples componente eletrônico permite aumentos de potência e torque muito expressivos, especialmente para motores sobrealimentados.

Muitos entusiastas desejam aumentar os números de potência e torque dos motores de seus automóveis. A primeira modificação que vem à mente consiste na instalação de um turbocompressor, naturalmente.

Por outro lado, a peça custa muito caro e sua instalação se mostra complexa e demorada, pois uma boa preparação exige a troca de diversas partes do motor para seu adequado rendimento. Sem contar as constantes quebras e dificuldades de utilização do veículo no dia-a-dia.

Visando à solução destes inconvenientes, empresas especializadas em preparação de motores desenvolveram uma solução simples, de fácil instalação, relativamente barata, a qual dispensa a necessidade de modificações mecânicas e pode ser facilmente revertida: o chip de potência ou “kit padaria”.

Descubra se ele serve para você.

Continuar lendo

A verdade sobre os “carros de garagem”

carro não foi feito para ficar parado

O senso comum afirma que carros com pouco uso e baixa quilometragem costumam ser as melhores compras no mercado de seminovos e usados.

Os exemplares descritos como “carro de garagem” em anúncios em sites de compra e venda, sobre os quais os proprietários declaram que o veículo roda com frequências como “duas vezes por mês” ou “uma vez por semana” se mostram mesmo uma grande vantagem?

Adquirir automóveis os quais permanecem a maior parte do tempo parados são, de fato, boas compras? Ou apenas um mito criado pelo mercado?

Continuar lendo

Taxa de compressão e sua influência na performance

taxa de compressão pmi pms

Em 2003, os motores com tecnologia bicombustível surgiram no mercado brasileiro com o VW Gol 1.6 Total Flex, o primeiro modelo a ser lançado comercialmente após dez anos de testes, em conjunto com a fornecedora Magnetti Marelli.

Após este marco de desenvolvimento, a esmagadora maioria dos veículos vendidos no Brasil empregam este recurso tecnológico, mesmo que haja rejeição por parte considerável do público.

Desde então, os motoristas quebram a cabeça fazendo cálculos para descobrir qual combustível permite rodar gastando menos: álcool ou gasolina. Geralmente baseados em aproximações como o álcool passa a ser vantajoso se custar menos de 70% do preço da gasolina.

Sinto muito informar, mas não é possível saber com precisão se o seu veículo funciona melhor com um ou outro, pois cada carro possui seu quociente próprio do preço do álcool/gasolina baseado em suas características de projeto.

Para compreender melhor, é necessário compreender um conceito técnico denominado TAXA DE COMPRESSÃO para não desperdiçar dinheiro. Este é o tema desse post.

Continuar lendo