Como funcionam os airbags – 17 perguntas e respostas

O vídeo acima, elaborado pela fabricante francesa Renault, esclarece as dúvidas mais comuns quando o assunto é o funcionamento dos airbags. Devido à falta de educação automotiva efetiva no Brasil, muitas dúvidas e mitos ainda persistem. No formato de perguntas e respostas, este post visa a esclarecer o essencial sobre o funcionamento deste importante sistema presente nos veículos mais modernos.

1 – Como funcionam os airbags?

airbag

Um sistema individual de airbags possui três componentes: sensor de colisão, inflador e bolsas. O primeiro consiste de um acelerômetro calibrado para deflagrar o dispositivo em caso de desaceleração maior que 20 km/h em um curto espaço de tempo. Em veículos com airbags frontais, eles se localizam na parte dianteira. Os que possuem airbags laterais e de cortina também são equipados com dois adicionais, um em cada lado.

O inflador consiste de uma substância química chamada azida de sódio, a qual se converte rapidamente em nitrogênio ao receber um centelha elétrica. As bolsas são feitas de nylon e recebem uma camada de talco, com o intuito de evitar que suas dobras grudem e haja prejuízo no funcionamento do sistema.

Quando ocorre um impacto, o sensor gera uma centelha responsável pela ignição do inflador. Este infla as bolsas em um décimo de segundo, a uma velocidade de 300 km/h, rápido o suficiente para que o contato dos ocupantes ocorra primeiro com os airbags, e não com as estruturas do automóvel, gerando a proteção desejada.

2 – Onde ficam alojadas as bolsas?

As bolsas e seus respectivos infladores se situam estrategicamente instalados nos locais próximos de sua atuação. O airbag frontal do motorista fica dentro do volante e o do passageiro na parte superior do painel. Os airbags de joelho estão alojados na parte inferior do mesmo. As bolsas laterais ficam no interior dos bancos dianteiros e as de proteção de cabeça (cortina) estão embutidas na parte superior da coluna B (entre as portas).

3 – O que são airbags múltiplos?

Convencionou-se dizer que um veículo é equipado com airbags múltiplos quando possui mais do que as duas bolsas frontais, obrigatórias por lei desde 2014 no Brasil e 1997 na Europa. Caso haja airbags laterais, de cortina, de joelho ou outros, o veículo possui múltiplos airbags.

 4 – Airbags precisam de manutenção periódica?

Não. As bolsas infláveis dispensam manutenção periódica e não há necessidade de serviços ou troca de peças em prazos determinados, como ocorre em outros sistemas. Devem ser reparados apenas em caso de defeito anormal, caso no qual a luz de alerta acende no painel do veículo.

5 – Airbags têm prazo de validade?

Sim, o prazo é de dez anos na maioria dos veículos. Vencido este período, o inflador deve ser substituído e as bolsas revisadas.

6 – Quanto custa para reparar um sistema de airbags?

Na grande maioria das vezes, o custo se mostra muito elevado não somente por causa da troca do sistema de proteção, mas também devido à necessidade de substituição de itens de acabamento caros como painel, bancos e forrações do teto e das portas. O valor do reparo de um airbag duplo frontal fica na casa de R$ 5 mil a R$ 10 mil nos veículos mais comuns, mas pode custar algumas dezenas de milhares de reais, no caso de veículos de luxo. Um preço baixo comparado à saúde e vida dos envolvidos.

7 – Quando os airbags são deflagrados, eles soltam um pó branco? Ele é tóxico?

Não. O pó branco é talco comum, como o encontrado em perfumarias e farmácias, cuja função consiste em evitar que as dobras das bolsas colem e o funcionamento do sistema fique prejudicado.

8 – Os airbags disparam em qualquer velocidade?

Não. Na maioria dos casos, o dispositivo entra em funcionamento em velocidades entre 16 e 24 km/h, valor  a partir do qual a proteção passa a ser necessária. Em impactos mais leves, não há ganho de segurança e o valor do reparo aumenta consideravelmente, de forma desnecessária.

9 – Os airbags podem disparar ao se passar rápido em buracos, lombadas e valetas?

Não. O sistema é feito para ser ativado em caso de desaceleração superior a 20 km/h em um curto espaço, fator o qual não se configura nessas situações. Há ocorrências do tipo, mas foram causadas por defeitos no sistema, configurando situação anormal.

10 – Em carros com airbags múltiplos, todos disparam ao mesmo tempo?

É muito improvável que isso aconteça, pois os airbags disparam apenas quando ocorre desaceleração brusca em uma direção. Posto isso, os airbags frontais e de joelho são acionados quando ocorre um impacto frontal. Os demais permanecem intactos. Em caso de colisão lateral, apenas os airbags laterais e de cortina do lado onde ela ocorre serão deflagrados. Os frontais, de joelho e laterais da outra extremidade não serão afetados. Portanto, para que todos os airbags disparem, seria necessária uma batida em cada lado do carro e uma frontal.

11 – Os airbags disparam em caso de capotamento?

Os airbags podem ser deflagrados em um capotamento, mas devido à desaceleração mais forte em alguma direção. O capotamento não gera grande desaceleração em nenhum sentido, então os airbags não serão acionados caso o veículo não vá de encontro com algum obstáculo. Neste caso, os airbags abririam caso o automóvel colida com um muro enquanto capota, por exemplo, mas não devido ao capotamento propriamente dito.

12 – Os airbags disparam em caso de colisão traseira?

Não. Conforme mencionado anteriormente, uma desaceleração brusca em uma direção aciona os airbags. No caso de um impacto traseiro, a desaceleração aconteceria em sentido contrário ao detectado pelo sensor de impactos frontais e perpendicular aos laterais, com efeito neutro para estes. Portanto, colisão traseira não deflagra airbags.

13 – Em caso de impacto com um carro parado, os airbags disparam?

Caso ocorram os parâmetros da calibração do sensor (desaceleração maior que 20 km/h em um curto espaço, em uma direção), o airbag será acionado com o veículo parado. A maioria dos veículos modernos possuem detector de passageiro, o qual aciona os airbags apenas nos assentos com ocupantes. Assim, se uma colisão frontal ocorrer contra um carro parado e sem ocupantes, os airbags não dispararão, mas se houver pessoas no seu interior, serão acionados. O mesmo vale para uma colisão lateral.

14 – Em um impacto frontal no qual o único ocupante do veículo seja o motorista, os dois airbags disparam?

Em veículos sem detector de passageiros, ambas as bolsas inflarão, mesmo se apenas o motorista estiver a bordo. Nos veículos com o sensor, apenas o airbag do condutor será acionado neste caso. Caso haja um passageiro no assento dianteiro, os dois funcionarão.

15 – Se meu carro tem airbags, preciso usar o cinto de segurança?

Sim. E usar o cinto de segurança em um veículo com airbags se mostra uma medida ainda mais importante, pois as bolsas inflam a mais de 300 km/h. O cinto reduz drasticamente o deslocamento dos corpos dos ocupantes em direção ao painel e vidros, amortecendo o impacto daqueles contra as bolsas e melhorando a segurança a bordo. Caso os cintos não estejam afivelados, as pessoas serão projetadas com força contra os airbags, causando lesões graves ou até fatais. O airbag só protege efetivamente quando usado em conjunto com o cinto de segurança. Caso contrário, eles aumentam o risco de ferimentos.

16 – Se ando com crianças no carro, preciso tomar algum cuidado especial?

Os airbags são projetados para a proteção de adultos. Por isso, alguns cuidados se mostram indispensáveis para transportar os pequenos com segurança. Devem andar no banco dianteiro somente aqueles com mais de 1,50 metro de altura. Crianças de até quatro anos rodam apenas na cadeirinha, por força de lei e sob pena de multa. A fixação correta também é essencial. Dê preferência para modelos equipados com o sistema Isofix. Os maiores de cinco anos devem usar o assento de elevação, também conhecido como booster, pois este eleva sua estatura a um nível no qual o cinto de segurança traz proteção equivalente à de um adulto. A regulagem deve ser adequada ao tamanho da criança e o cinto deve ser afivelado, sempre no banco traseiro.

Crianças menores de 1,50 metro que sofram o impacto do airbag podem ter sérias lesões na cabeça. Por isso, os airbags não protegem crianças sem os equipamentos citados acima.

17 – Existe alguma lei que obriga os carros a serem equipados com airbags?

A resolução 311 do Contran obriga todos os carros novos a possuir airbag duplo a partir de 1º de janeiro de 2014. Portanto, se seu veículo foi fabricado após essa data, obrigatoriamente ele possui o equipamento. Outras bolsas são opcionais e ficam sujeitas à oferta das montadoras e exigências dos consumidores. Sempre que possível, compre modelos equipados com múltiplos airbags.


Essas são as 16 dúvidas mais comuns sobre os airbags. Caso deseje tirar mais alguma, envie e-mail para pedrohlguerra@hotmail.com, pela página Educação Automotiva no Facebook ou nos comentários.

Anúncios

8 ideias sobre “Como funcionam os airbags – 17 perguntas e respostas

  1. Pingback: Honda: 5 estrelas no LatinNCAP, mas só até o fim do ano | Educação Automotiva Além da Autoescola

  2. Pingback: Lembranças automotivas da minha infância, parte 3 | Educação Automotiva Além da Autoescola

  3. Pingback: A importância de se escolher um carro seguro [CENAS FORTES] | Educação Automotiva Além da Autoescola

  4. Pingback: A diferença entre segurança veicular ativa e passiva | Educação Automotiva

  5. Pingback: Coletânea de posts sobre segurança veicular | Educação Automotiva

  6. Pingback: Um consumidor trocar o banco original de tecido por couro influencia no acionamento dos airbags? | Educação Automotiva

  7. Roberto Macedo

    Uma voyage 2014 acionou o airbag quando em movimento. Qual será o provável motivo do evento? Poderia ser uma falha no sensor de movimento?

    Curtir

    Resposta
  8. Fernando

    O carro com airbags frontal .precisa ser uma batida muito brusca para aciona -lo… Isto bem vária muito o local do impacto no veículo…
    Onde exatamente eles ficam?
    Qualquer colisão frontal em uma velocidade compatível com a via ele deve ser acionado….

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s